Translate / Tradutor

domingo, 22 de julho de 2012

Sinais Litúrgicos

DISPOSIÇÃO DO SALÃO

A estrutura do salão onde ocorre a Eucaristia representa a Igreja como corpo místico de Cristo representado numa pequena comunidade. Obviamente com este termo não se pretende significar a Igreja hierárquica, mas o Corpo de Cristo. 

O Concílio Vaticano II (Constituição Sacrosantum Concilium) destacou a importância dos sinais litúrgicos. Por isso nas celebrações do Caminho se faz com o maior cuidado na preparação destes sinais tendo uma consciência de conhecer os seus valores pedagógicos.
Os sinais que mais se destacam são: o sacerdote, a estante ou ambão, a cruz hasteal, a mesa/ altar e os tapetes.

Os cantores (salmistas), em geral, se se localizam a esquerda do altar enquanto que a equipe que preparou a liturgia à direita. Os sinais são ordenados do seguinte modo: cabeça (presbítero), boca (ambão), útero (altar/mesa). Nestes sinais se vê o corpo de Cristo e representa a Igreja numa pequena comunidade.

O Nosso Senhor Jesus Cristo institui a Eucaristia pela nova Páscoa inaugurando a nova aliança. Sendo judeu O fez no contexto da Páscoa hebraica. Servindo-se dos sinais da liturgia pascal hebraica (em hebraico Pessach). Usou do pão ázimo (em hebraico Hamez) e do cálice (em hebraico Kadesh) previsto transformando-lhe e dando-lhe um novo significado. Transformando-lhe no seu Corpo e Sangue levando ao cumprimento a Páscoa hebraica e introduzindo a Páscoa cristã. Nas catequeses iniciais se coloca muito em evidência a raiz do qual deriva a nossa Eucaristia, ou seja, a Páscoa hebraica.

FONTE: (http://caminhoneocatecumenaltaruma.blogspot.com.br/)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário